icone-yt pb

instagram-1ficones-twitter-fb pbicone-fb pb

Hasta pública para alienação do Edifício 3 – Antiga Fábrica da MESSA

messa

A Câmara Municipal de Sintra vai realizar no dia 21 de setembro de 2018, no Palácio de Valenças em Sintra, o ato público de hasta pública para alienação do Edifício 3 – Antiga Fábrica da MESSA sito na Rua das Eiras, em Mem Martins, nos termos do Regulamento do Património Imóvel do Município de Sintra.

As peças da Hasta Pública encontram-se para consulta na Divisão de Gestão do Património, sita na Rua Dr. Alfredo Costa, n.º 33, em Sintra, nos dias úteis das 10.00 horas até às 17.00 horas, até ao último dia útil anterior ao da realização da praça e no sítio da internet da Câmara Municipal de Sintra http://www.cm-sintra.pt/.

As propostas devem ser apresentadas nos termos do ponto 7. das Condições Gerais do Procedimento, pelos concorrentes ou seus representantes legais, no local acima indicado, contra recibo, em invólucro opaco, fechado e lacrado com a identificação do concorrente e a inscrição: “Hasta Pública do Edifício 3 – Antiga Fábrica da MESSA”, até às 17.00 horas do dia 20 de setembro.

Os esclarecimentos sobre as peças devem ser requeridos por correio eletrónico (), ou carta, no primeiro terço do prazo para apresentação das propostas, devendo a Comissão responder no prazo de 10 (dez) dias úteis.

Edital

Condições Gerais

Modelo de Procuração

Modelo de Proposta

Declaração do Candidato

 

 

 

 

 

 

 

Artigos relacionados

  • Sintra comemorou os 108 anos da Implementação da República com a cerimónia do Hastear da Bandeira
    5 outubroDurante a cerimónia, realizada no dia 5 de outubro, o presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta referiu os três principais ideais que sustentaram a revolução - liberdade, igualdade e fraternidade – acrescentando o desenvolvimento económico como quarto princípio. “A liberdade é as pessoas sentirem-se ouvidas o que nos levou à criação dos conselhos estratégicos, para conseguirmos chegar mais perto da população e chamar a sua participação”, referiu o presidente da autarquia, defendendo que “todos os homens nascem livres e iguais em direitos, qualquer poder deve tratar todos por igual, todos devem ter igualdade na dignidade e igualdade de oportunidades” e “não podemos viver uns sem os outros, é importante olhar com atenção para todos os que nos rodeiam”. Por último mencionou que “sem desenvolvimento económico a igualdade não poderia existir, não haveria capacidade de criar emprego nem a capacidade de criar riqueza”. Mais tarde, nos Paços do Concelho, foi assinado um protocolo entre a autarquia e a Associação para a Inovação e Tecnologia em Pedra Natural (constituída pelo Instituto Superior Técnico, da Universidade de Lisboa e a Assimagra- Associação Portuguesa dos Industriais de Mármores, Granitos e Ramos Afins), para a atribuição de um subsídio no valor de 150 mil euros e a cedência pelo período de dois anos de uma sala no Edifício Multiusos de Pêro Pinheiro para instalação da sede. Deste protocolo nasce assim o Centro de Inteligência e Tenologia da Industria da Pedra Natural – StoneCITI. Basílio Horta enalteceu o projeto pela “sua capacidade de ir mais longe e por permitir o desenvolvimento de uma parte do concelho”, referindo ainda que este acordo teve “um fim e um início. Fim de um longo processo de reuniões com os empresários e o início de uma parceria de enorme importância para o associativismo da região. É também o princípio de um forte impulso para a região, considerada o coração da pedra, Pêro- Pinheiro”. As comemorações continuaram em Rio de Mouro, onde foi inaugurada a Praceta Sacadura Cabral, depois de profundas obras de requalificação cujo objetivo passou pelo reforço e qualificação da praceta enquanto centralidade urbana. Em Monte Abraão, decorreu no Bairro 1.º de Maio a entrega das chaves de duas lojas municipais à Associação dos Naturais e Amigos de Angola em Portugal e à Casa da Guiné – Associação de Solidariedade Social. Foram, também, entregues cerca de oitenta acordos de utilização da Horta Solidária. Este projeto é cofinanciado pelo PEDU - Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, com a colaboração da CCDR - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo. Para Basílio Horta, este foi mais um momento de “coesão territorial, dando continuidade à Política Concelhia de Acolhimento e Integração promovendo um olhar solidário sobre as pessoas deslocalizadas.” Por fim, foi inaugurado o Espaço Recreativo e de Lazer do Bairro 1.º de maio, composto por um espaço de jogo e recreio, um espaço desportivo e um espaço de lazer que vai proporcionar a convivência entre as várias gerações de moradores do bairro.

Contactos
____

Largo Dr. Virgílio Horta 
2714-501 Sintra

Telefone: 219 238 500
Fax: 219 238 657



Estamos em rede:

icone-fb Facebook

icone-tw Twitter

instagram-2Instagram

icone-yt Youtube

  |  Copyright: Câmara Municipal de Sintra 2017